Militares transportam três usinas de oxigênio por rios do Amazonas para atender população do interior do estado

Militares transportam três usinas de oxigênio por rios do Amazonas para atender população do interior do estado

Os Navios-Patrulha Fluvial Pedro Teixeira, Raposo Tavares e Amapá, subordinados ao Comando da Flotilha do Amazonas, partiram de Manaus, na sexta-feira (19), transportando usinas de oxigênio para quatro municípios do interior do Amazonas. A ação ocorre em apoio ao Ministério da Saúde.

Oxigênio1.jpg

Os equipamentos permitirão a produção de oxigênio medicinal para ser utilizado no tratamento de pacientes com Covid-19 nos municípios de Tapauá, Urucará, Codajás e Santo Antônio do Içá, no interior do estado. As usinas foram doadas ao Ministério da Saúde por empresas privadas e transportadas de São Paulo para Manaus pela Força Aérea Brasileira.

Três das usinas foram embarcadas nos navios da Marinha, em Manaus, e uma foi levada direto para Tabatinga, de onde será transportada pela embarcação Raposo Tavares para Santo Antônio do Içá. O translado das usinas deve durar entre dois e oito dias.

Oxigênio2.jpg

Ao todo, 250 militares estão envolvidos na atividade. O Comandante da Flotilha do Amazonas, Capitão de Mar e Guerra Carlos Eduardo Lopes da Cruz, destacou que, além das tripulações dos navios, uma logística envolve mais militares empenhados em contribuir na luta contra o coronavírus. “Cuidar da nossa gente é uma ideia retratada no próprio lema da Marinha e essa tarefa fazemos com muito orgulho e satisfação”, disse.

Com informações do Comando do 9º Distrito Naval
Fotos: Divulgação

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *