Brasil e Uruguai discutem maior integração

Brasil e Uruguai discutem maior integração

OPresidente Jair Bolsonaro se reuniu, nesta quarta-feira (3), em Brasília (DF), com o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou. “O Uruguai é um parceiro nosso. É um país importante que integra o Mercosul. Conversamos também sobre a possibilidade de flexibilizar para cada país os seus negócios com outros países. Falamos um pouco de energia também e infraestrutura”, contou o Presidente Jair Bolsonaro, em entrevista à imprensa, após encontro e almoço com Luis Lacalle Pou.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o Uruguai é um dos principais parceiros do Brasil na América do Sul. A cooperação entre os dois países ocorre nos campos político, econômico, tecnológico, cultural e social.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, também participou do encontro com o presidente uruguaio e destacou que um dos objetivos da política de transporte brasileira é a integração sul-americana. E nesse setor, o Brasil mantém alguns projetos em conjunto com o Uruguai.

“Eu vou destacar dois. Primeiro, a dragagem da Lagoa Mirim, que vai fazer com que a hidrovia do Mercosul se torne uma realidade. Um projeto que está bem equacionado e a gente tem condições de fazer. E o segundo projeto, de integração, é a segunda Ponte do Jaguarão. Tão logo a gente tenha orçamento, nós vamos fazer a ponte, que vai aumentar, fortalecer esses laços que existem entre Brasil e Uruguai”, explicou o ministro.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, a segunda ponte internacional sobre o rio Jaguarão visa à melhoria do tráfego internacional de transporte de carga e de passageiros entre Brasil e Uruguai.

Dinamização do bloco econômico

Durante visita de Luis Lacalle Pou ao Brasil, os dois países também trataram de integração energética, como comentou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

“Em face da crise hídrica que o Brasil passa desde outubro do ano passado, nós estamos importando energia do Uruguai e também da Argentina; e isso mostra que essa integração é importante para a segurança energética do país. E nós estamos trabalhando para que ela cada vez aumente mais, chamando outros países do Mercosul a participar”, ressaltou o ministro de Minas e Energia, que também participou do encontro.

O Presidente Jair Bolsonaro anunciou ainda que, no fim de março, deve ser promovida, aqui no Brasil, uma reunião entre os quatro presidentes de países membros do Mercosul. Nesse encontro, segundo o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, serão debatidas questões relacionadas à dinamização do bloco econômico.

Corrente de comércio Brasil e Uruguai

O Uruguai é um dos principais parceiros do Brasil na América do Sul, com acordos tanto no âmbito bilateral quanto no Mercosul. Em 2019, a corrente de comércio entre os países alcançou US$ 3,6 bilhões em 2019, com exportações no valor de US$ 2,5 bilhões e importações de US$ 1,1 bilhão – o que resultou em um superávit de US$ 1,3 bilhão para o Brasil.

Entre os produtos exportados pelo país, destacam-se óleos brutos de petróleo, automóveis, veículos de carga, carnes bovinas e suínas, erva-mate e minérios de ferro. Do lado das importações, destacam-se malte, leite e derivados, veículos de carga, carne bovina, artigos de plástico e arroz em grãos.

Já de janeiro a agosto de 2020, a corrente de comércio bilateral somou US$ 1,7 bilhão, com um superávit de US$ 523 milhões no ano com o país vizinho. As informações são do Ministério da Economia.

(PLANALTO/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *