Forças Armadas trabalham incansavelmente em apoio ao Amazonas

Forças Armadas trabalham incansavelmente em apoio ao Amazonas

A madrugada de sexta-feira (15) e o dia de sábado (16) foram de intenso trabalho para as Forças Armadas. No contexto da Operação Covid-19, os militares trabalham diuturnamente em apoio a Manaus, no Amazonas.Em coordenação com o Ministério da Saúde e com o Governo estadual, o Ministério da Defesa, por meio das Forças Singulares, permanece prestando apoio ininterrupto à capital amazonense, com o apoio logístico para minimizar os impactos no sistema de saúde daquele estado. São transportados cilindros de oxigênio, respiradores material para montagem de hospital de campanha e de uma usina de oxigênio. E, ainda, seguem com a remoção de pacientes de Manaus para outros estados.

FOTO 4 - USINA OXIGÊNIO.jpeg
Transporte de oxigênio
Neste sábado, aeronaves C-130 Hércules chegaram a Manaus trazendo oxigênio líquido, por meio da ponte aérea estabelecida a partir de São Paulo. Foram dois aviões, um transportou cinco tanques de oxigênio e outro, oito que, juntos, somam 6 mil metros cúbicos do gás líquido. A decolagem foi de Guarulhos (SP) e o pouso na Ala 8 Base Aérea de Manaus. As ações de transporte de oxigênio devem continuar, pelo menos, até domingo (17).

Também neste sábado, a Força Aérea Brasileira foi acionada para transportar duas unidades geradoras de oxigênio, uma de Guarulhos para Parintins (AM) e outra de Viracopos (SP) para Manaus. As chamadas usinas são equipamentos alimentados com energia elétrica e possuem tecnologia para processar o ar atmosférico e liberar oxigênio medicinal.

Transporte de pacientes
Em continuidade ao transporte, de Manaus para outras cidades, de pacientes com sintomas leves da Covid-19, mas que necessitam de oxigênio, a Força Aérea, por meio de aeronaves C-99, transportou, de sexta-feira (15) para sábado (16), 23 pacientes e seis profissionais de saúde para São Luís. Foram 12 durante a noite de sexta-feira e outros 11 neste sábado.

FOTO 2 - TRANSPORTE PACIENTES.jpeg

Respiradores
O Ministério da Defesa, por intermédio da Marinha, enviou na sexta-feira (15), 40 respiradores INSPIRE para Manaus. Inicialmente foram levados 26 e, em seguida, mais 14. O INSPIRE é um respirador de baixo custo desenvolvido a partir de uma parceria entre o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP) e a Universidade de São Paulo (USP). O equipamento foi planejado, projetado e desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Escola Politécnica da USP, durante quatro meses, para atender preferencialmente os casos de Covid-19 e realizar atendimentos em situações adversas e lugares isolados.

FOTO 5 - RESPIRADOR.jpeg
O maior diferencial desse ventilador pulmonar é o funcionamento por meio de bateria. Diferentemente dos respiradores do mercado, o equipamento independe de uma linha de ar comprimido, normalmente disponível em hospitais. Isso possibilita o uso em caráter emergencial. O INSPIRE é um equipamento simples, com peças fáceis de serem encontradas no mercado brasileiro, de baixo custo, mas com todas as facilidades operacionais de um respirador comum.

A parceria entre a Marinha e a USP possibilita uma alternativa barata e acessível em relação aos equipamentos existentes no mercado.

Hospital de campanha

Nesta semana, aeronaves KC-390 da FAB têm realizado transporte, do Rio de Janeiro (RJ) e de Recife (PE), de módulos e 4,3 toneladas de materiais hospitalares, como camas, tendas e geradores, para a montagem de um hospital de campanha no Hospital Delphina Rinaldi Abdel Azizi. O intuito é ampliar a capacidade de atendimento de saúde ao público em Manaus. O serviço está sendo realizado por militares do Exército com a supervisão de pessoal especializado.

Por Comandante Cleber Ribeiro

Fotos: Forças Armadas/Divulgação 

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *