Dia do Marinheiro é comemorado com o lançamento ao mar do Submarino “Humaitá”

Dia do Marinheiro é comemorado com o lançamento ao mar do Submarino “Humaitá”

Na manhã de sexta-feira (11), a Marinha celebrou antecipadamente o Dia do Marinheiro, comemorado em 13 de dezembro, no Complexo Naval de Itaguaí, no Rio de Janeiro. A cerimônia foi marcada pelo lançamento ao mar do submarino Humaitá (S-41) e pela integração das sessões do submarino Tonelero (S-42), que pertencem ao Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB).

20201211_marinha7.JPG
O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e a esposa, Adelaide Azevedo e Silva, madrinha do Humaitá, estiveram presentes, e acompanharam o presidente da República, Jair Bolsonaro. Também prestigiaram a solenidade o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, o Presidente da Itaguaí Construções Navais (ICN), André Portalis, e outras autoridades.

“Estamos tendo a oportunidade especial de testemunhar este feito da nossa Força Naval que, inspirada no legado de Tamandaré, conduz o Prosub, concebido com o propósito de robustecer o poder naval e contribuir para o fortalecimento da Estrutura Nacional de Defesa”, destacou Jair Bolsonaro sobre a contribuição da Marinha para o Brasil.

20201211_marinha5.jpg
O Comandante da Marinha, Almirante Ilques Barbosa, ressaltou sobre o histórico de Tamandaré, considerado herói da pátria e patrono da Força Naval, e sobre a importância do aprimoramento do Plano Estratégico da Marinha (PEM) 2040. “É um documento de alto nível estruturado a partir da análise do ambiente operacional e da identificação de ameaças, que estabelece os programas estratégicos com o propósito de prover o Brasil com uma Força Naval moderna e de dimensão compatível com a estrutura política e estratégica do país”.

20201211_marinha3.jpg
Na ocasião, o Presidente da Itaguaí Construções Navais (ICN), André Portalis, parabenizou os envolvidos no desenvolvimento da tecnologia naval. “É uma honra e um louvor de acolhê-los aqui no Centro de Tecnologia Naval de Defesa Brasileira, no Complexo Naval de Itaguaí. São 140 mil metros quadrados de meios industriais e tecnológicos operados por mais de 3 mil pessoas, plenamente qualificadas, altamente treinadas para celebrarmos este evento de hoje”, enfatizou.

Batismo do Humaitá
Durante o evento, ocorreu o batismo do Humaitá com a tradicional quebra de uma garrafa de champanhe no casco da embarcação. A madrinha do submarino, Adelaide Azevedo e Silva, estava acompanhada pelo Comandante da Marinha, pelo Comandante nomeado do Humaitá, Capitão de Corveta Martim Bezerra de Moraes Junior e da Contra-Almirante Engenheiro Naval Luciana Mascarenhas da Costa Marrone, que representou todas as mulheres da Marinha, que este ano celebra 40 anos de ingresso feminino na Força.

20201211_marinha8.jpg
“Hoje é um dia importante para a Marinha e para todos os brasileiros. O lançamento ao mar do Submarino Humaitá é o resultado do trabalho de homens e mulheres que amam o Brasil e se preocupam com a nossa proteção. Estou muito feliz em viver este momento”, destacou Adelaide.

O Comandante Martim falou sobre a satisfação de fazer parte desse projeto e enfatizou que o Humaitá trará para a Marinha e para a Força dos submarinos, novas capacidades e um incremento em desempenho. “Considerado da primeira linha de Defesa nos nossos ativos de Defesa do Brasil, o Humaitá vai ser um grande desafio para todos nós, mas tenho certeza que são as capacidades que ele trará para a Força sobre qualquer dificuldade que a gente venha enfrentar”.

20201211_marinha4.jpg
Submarinos
O PROSUB foi lançado em 2008 para aumentar a capacidade da Marinha em defender o país com a produção de quatro submarinos convencionais e do primeiro submarino do Brasil com propulsão nuclear. Em 2018, houve o lançamento do S-40, nomeado Riachuelo, o primeiro do Programa, que se encontra na fase dos últimos testes antes de ser entregue ao setor operativo da Marinha.

O Humaitá (S-41), que foi batizado na sexta-feira (11), é o segundo dos quatro submarinos convencionais desenvolvidos. A embarcação possui 71 metros de comprimento e pesa 1.870 toneladas. No ato de lançamento ao mar até o nível de flutuação, foi utilizado o shiplift, elevador com 110 metros e 34 guinchos dotados de motores elétricos.

O terceiro submarino, Tonelero (S-42) teve o processo de integração das sessões concluído nesta manhã com previsão de lançamento no terceiro trimestre de 2021. O cronograma do Prosub prevê o lançamento do quarto submarinos. O Angostura está previsto para o terceiro trimestre de 2022, já o “Álvaro Alberto”, submarino com propulsão nuclear brasileiro (SN-BR), deverá ser lançado ao mar no ano de 2029.

Confira mais informações sobre o PROSUB aqui

Por Isabela Nóbrega
Fotos: Igor Soares/MD

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *