Marinha capacita Oficiais de Estado-Maior para emprego em Missões de Paz de Caráter Naval

Marinha capacita Oficiais de Estado-Maior para emprego em Missões de Paz de Caráter Naval

A manhã de sexta-feira (13) foi especial para o Centro de Instrução Sylvio de Camargo (CIASC) e para os oficiais que concluíram o primeiro e único Curso certificado pela ONU na área Operações de Paz de Caráter Naval. O curso capacitou os alunos a serem proficientes na condução do Processo de Planejamento Militar em uma Força de Paz da ONU ou na sede da Força-Tarefa Marítima. Habilitou-os para identificar os requisitos de planejamento para a preparação de planos de operações militares que contribuam para a Proteção de Civis, entre outras preparações. As aulas abordaram temas sobre “Core Pre-Deployment Tranning Module”, “Maritime Task Force Module” e “Military Planning Process”.

MD_NOTICIA_20201115_NOT02_F01.jpeg

Neste último dia, encerrando o curso, o Almirante Cláudio Leite destacou que apesar da pandemia, o CIASC buscou manter suas atividades acadêmicas. Ele enalteceu o trabalho da equipe do COpPazNav e deu boas-vindas aos Almirantes painelistas e à Capitão de Fragata Carla Araújo, ressaltando a importância do mar e o reconhecimento internacional do curso. Em seguida, os concluintes tiveram a oportunidade de acompanhar um painel com as presenças do Contra-Almirante Eduardo Augusto Wieland, Comandante da 2ª Divisão da Esquadra, sobre suas experiências como Comandante da Força-Tarefa Marítima (FTM) no Líbano; e do Contra-Almirante (FN) Roberto Lemos, Chefe do Estado-Maior do Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra, sobre sua atuação como Oficial de Estado-Maior, também na FTM.

MD_NOTICIA_20201115_NOT02_F02.jpeg

O Almirante Wieland ressaltou que sua participação como Comandante da Força-Tarefa Marítima da UNIFIL foi importante tanto pelo aspecto pessoal quanto pelo profissional. Pessoalmente, pelo sentimento de contribuir para a paz mundial. E, profissionalmente, pela oportunidade de trabalhar com outras Marinhas por meio da gestão do pessoal e do material. O Almirante disse que a realização deste trabalho o ajuda no desempenho no seu cargo atual. Ele enalteceu ainda a oportunidade que teve de comprovar “o respeito que o Brasil goza nas missões internacionais”.

MD_NOTICIA_20201115_NOT02_F03.jpeg

Já o Almirante (FN) Roberto Lemos destacou que cada missão tem sua particularidade, se referindo as suas participações nas missões em Angola e no Líbano. Em Angola teve a oportunidade de desenvolver um trabalho voltado para as atividades de desminagem humanitária, e no Líbano, no setor de inteligência da UNIFIL. O Almirante destacou que o mais relevante foi verificar a “projeção da qualidade dos nossos militares em um cenário tão distante”.

MD_NOTICIA_20201115_NOT02_F04.jpeg

O curso contou, ainda, com a participação como instrutora, da Capitão de Fragata (CD) Carla Monteiro de Castro Araújo, Oficial que, em 2020, recebeu o prêmio de Defensora Militar da Igualdade de Gênero da Organização das Nações Unidas (ONU), por sua atuação destacada como assessora de gênero durante a Missão de Estabilização das Nações Unidas na República Centro-Africana (MINUSCA), cuidando da proteção dos civis, proteção das crianças, prevenção da violência sexual relacionada aos conflitos armados e prevenção do abuso e exploração sexual.

MD_NOTICIA_20201115_NOT02_F05.jpeg

O Curso Internacional de Operações de Paz de Caráter Naval é o primeiro e único a obter o certificado de treinamento da ONU na área proposta, colocando o COpPazNav como centro de referência mundial no treinamento para as missões de paz de caráter naval das Nações Unidas.

Por Comandante Cleber Ribeiro
Fotos: COpPazNav/CIASC

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *