Operação Pantanal recebe reforço de meios aéreos, terrestres e navais

Operação Pantanal recebe reforço de meios aéreos, terrestres e navais

A Operação Pantanal, que atua desde o dia 25 de julho no combate aos focos de incêndio, recebeu o reforço de novos meios aéreos, terrestres e navais. Já estão operando na região de Corumbá (MS) e Ladário (MS) sete aeronaves da Marinha, da Polícia Militar de Minas Gerais, do Governo de Mato Grosso do Sul e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) em voos de reconhecimento e no transporte de pessoal e de material. Atualmente, os trabalhos concentram-se na porção sul-mato-grossense do bioma.

 Além disso, na rodovia BR-262 e no Rio Paraguai, estão sendo empregadas três viaturas do Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN) e o Navio-Transporte Fluvial Almirante Leverger. O objetivo é aumentar a capacidade de localização de novos focos e de transporte de pessoal, visando o pronto acionamento de equipes de combate quando necessário. Com a finalidade de otimizar o transporte de material e de pessoal às regiões mais afetadas, será instalada uma base na Serra do Amolar para concentração de equipes e aeronaves.

As ações contam com mais de 150 combatentes em solo, entre fuzileiros navais, bombeiros militares e brigadistas do Ibama, nas regiões da rodovia BR-262, Serra do Amolar, Jatobazinho, Serra Negra, Fazenda Bodoquena, Fazenda Santa Tereza e Fazenda Santa Clara. O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul apoia a equipe com cinco caminhões-pipa.

MD_NOTICIAS_20201007_NOT02_F01.jpeg

A previsão é de que a operação ganhe o reforço de mais sete caminhões-pipa do Exército e do Corpo de Bombeiros do Paraná. O baixo nível dos rios, a ausência de cheias no bioma no último ano, o acúmulo de material combustível e a vegetação extremamente seca favorecem o surgimento de novos focos de incêndios. Em Mato Grosso, que concentra 1/3 do Pantanal, equipes compostas por bombeiros e fuzileiros navais do 6º Distrito Naval continuam atuando no combate às chamas.

Operação Pantanal
As Forças Armadas atuam, desde o dia 25 de julho, no combate a incêndio no Pantanal sul-mato-grossense. No dia 5 de agosto, as ações foram estendidas ao Pantanal mato-grossense. O Ministério da Defesa atende à solicitação recebida pelos dois estados.

O Centro de Coordenação da Operação está instalado no aeródromo do Sesc Pantanal, em Poconé (MT), ponto estratégico para o emprego dos meios. Participam da operação embarcações e helicópteros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de fuzileiros navais com curso em incêndio florestal.

Por Tenente Fraga, com informações da Tenente Melina – ComSoc 6°DN
Foto: Marinheiro Cabral – ComSoc 6°DN

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *