Ministro da Defesa enfatiza contribuição da Operação Verde Brasil 2 em queda do desmatamento

Ministro da Defesa enfatiza contribuição da Operação Verde Brasil 2 em queda do desmatamento

Combater crimes ambientais e focos de incêndio para contribuir com a preservação da Amazônia é a missão da Operação Verde Brasil 2, iniciada em maio. Para acompanhar as ações em andamento, o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, esteve nesta terça-feira (6) nos estados do Pará e Mato Grosso. Ele sobrevoou a Serra do Cachimbo, uma das localidades onde ocorre a fiscalização, e visitou o município de Cláudia, no qual as Forças Armadas apoiam o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) na inspeção de madeira legal.

No sobrevoo, o Ministro presenciou áreas de queimadas que foram combatidas pelas agências que integram a Operação Verde Brasil 2, madeira ilegal apreendida e pontos de fiscalização. No Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), base da Força Aérea Brasileira em Serra do Cachimbo, o Ministro parabenizou os militares pelos resultados. “Fico orgulhoso de como vocês cumprem a missão. De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento teve uma redução de 33% em relação a setembro do ano passado. Isso é fruto do trabalho de vocês”, elogiou.

Em Sinop (MT), Azevedo assistiu a uma apresentação sobre os resultados obtidos pela Operação até o momento, no estado. De acordo com o Comandante da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, General Reinaldo Salgado, estão sendo empregados 1.208 militares, foram aplicados 2.185 termos de infração, vistoriadas 203 embarcações e 6.822 veículos. Além disso, foram combatidos 14.877 focos de incêndio e aplicados R$ 1 bilhão em multas ambientais pelo Comando Conjunto Oeste, formado pelos estados do Mato Grosso (MT) e do Mato Grosso do Sul (MS).

O Comandante Militar do Oeste, General de Exército Fernando José Sant’ana Soares e Silva, declarou que a atuação tem sido diuturna e difícil, devido à extensão territorial e às condições de circulação e deslocamento na região. “As Forças Armadas trabalham de forma cooperativa com os demais órgãos de fiscalização. Diariamente, têm sido apreendido drogas, armamento, munição, que entram em nosso país de forma irregular”, destacou.

O General Salgado destacou ainda as características da área abrangida pela Operação no âmbito dos estados de MT e MS, bem como a importância da atuação conjunta na missão. As Forças Armadas atuam alinhadas com a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Ibama, a Força Nacional de Segurança Pública, o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) e outras agências.

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Pedro Sardinha

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *