Cerimônia de entrega de espadins aos cadetes da Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil

Cerimônia de entrega de espadins aos cadetes da Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil

No dia 17 de outubro, foi realizada a tradicional cerimônia de entrega de espadins aos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), integrantes da Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil. A solenidade, realizada desde 1932, aconteceu no Pátio Tenente Moura, oportunidade na qual foi entregue a réplica reduzida da Espada de Duque de Caxias a 441 cadetes oriundos de todo o Brasil e de Nações Amigas (Moçambique, Senegal, Panamá, Vietnã, Namíbia e Camarões), sendo 399 do sexo masculino e 42 do sexo feminino.

O evento contou com a presença do Presidente da República, do Ministro da Defesa e de outras autoridades civis. Também estiveram presentes o Comandante do Exército; o Chefe do Estado-Maior do Exército; o Chefe do Departamento de Educação e Cultura do   Exército; o Comandante Militar do Sudeste; e o Comandante Militar do Leste.

No centro das atenções, a marcialidade da apresentação dos cadetes que adentraram o Pátio Tenente Mouta, resultado da disciplina e da obediência e também de vários dias de preparo. Desde o dia 12 de outubro, o grupo de cadetes treinou cada passo a ser dado durante a solenidade. Por isso, o espetáculo para quem vê é também sinônimo de orgulho para os cadetes e seus familiares. “Sem dúvidas, chegamos até aqui com muito esforço e dedicação. E pretendo caminhar assim, contando com a família, os irmãos de curso e a AMAN”, revela o destaque da turma, Cadete Rafael dos Santos Lelis, de 19 anos, que recebeu o espadim das mãos do Presidente da República. “Orgulho é o que expressa esse momento na vida de meu filho”, afirma a comerciante Leda Lelis, mãe do Cadete Lelis.

Dando seguimento à cerimônia, os cadetes receberam de seus padrinhos e madrinhas o Espadim, etapa importante que sela o compromisso com a pátria.  Logo em seguida, fizeram o tradicional juramento: “Recebo o sabre de Caxias como o próprio símbolo da honra militar”. A solenidade foi encerrada com o canto da Canção da AMAN. Vibrantes, os cadetes e demais presentes entoaram o hino que expressa a lealdade dos cadetes para com a história da Academia e com a carreira que escolheram.

“Esses jovens são a renovação que se faz necessária a cada ano. É daqui que saem os futuros generais. Estão de parabéns, pois demonstram disciplina e determinação. Eles venceram a COVID-19 e hoje, merecidamente, são os destaques dessa cerimônia tão simbólica”, destacou o Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército.

Devido às restrições impostas pela emergência de saúde da COVID-19, o público do evento foi restrito. Todos os convidados receberam um fôlder com orientações preventivas, além de cartazes espalhados pelos diversos espaços da AMAN. Foram evitadas aglomerações e, para a entrega do espadim, apenas um familiar foi ao Pátio Tenente Moura participar do momento.

(MD ASCOM/FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *