Aeronáutica — 23 de janeiro de 2018 3:41 pm

Projeto Ampliando Horizontes promove palestra para Oficiais-Generais

Comandante da Aeronáutica entregou réplica do 14 Bis para o palestrante

Dando seguimento ao Projeto Ampliando Horizontes, a Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu, no dia 06 de setembro, o jornalista e cientista político Murillo de Aragão, no Espaço Força Aérea, no Comando da Aeronáutica, em Brasília (DF). Este é o segundo palestrante convidado para expressar suas ideias aos Oficiais-Generais da Instituição, com o objetivo de promover interação e diálogo entre os militares e as organizações e personalidades de diversos setores da sociedade brasileira.
A programação prevê encontros periódicos com a finalidade de proporcionar a exposição e o debate de temas atuais dentro da área de atuação de cada convidado, além da contextualização da atuação da FAB no âmbito da sua missão constitucional. O palestrante Murillo de Aragão é colunista do jornal O Estado de S. Paulo, da Revista Isto É e do Blog do Noblat, além de debatedor do programa Globo News Painel. É autor de dois livros sobre política: Grupos de Pressão no Congresso Nacional (Maltese, 1992) e Reforma Política – O Debate Inadiável (Civilização Brasileira, 2014).
Ao tratar dos meios de comunicação, o jornalista disse que os veículos estão em transformação. Ele ainda abordou a relação atual da sociedade com as informações, com pouco tempo para reflexão. “As pessoas reagem a um fato, sem pensar ou refletir em cima. Esta superficialidade, cultura rasa, que prevalece nos dias de hoje, obriga que as instituições tenham uma narrativa muito sólida para evitar uma má interpretação, uma exposição negativa”, disse.
Ainda segundo o jornalista, não basta apenas ter narrativas, mas também é preciso utilizar de meios de comunicação efetivos para difundi-las. “Alguns meios de comunicação apropriados são as redes sociais e iniciativas como a da Rádio Força Aérea, além de visitas institucionais a pólos tecnológicos que se relacionam com a Força Aérea ou estão ligadas a Embraer e outras empresas”, exemplifica.
O fato de o Brasil ser, atualmente, o terceiro fabricante de avião no mundo também foi lembrando pelo palestrante. “Este é um fator importantíssimo e que decorre da Força Aérea. É importante difundir esta historia de sucesso do país, pois a sociedade não tem esta noção”, ressalta.
Ele destacou a numerosa população brasileira como um desafio para a comunicação. “Evidentemente que se comunicar com uma sociedade de mais de 200 milhões de habitantes é difícil, mas é possível começar com as cinco, dez mil pessoas mais influentes e, aos poucos, ir criando uma base cultural de entendimento da relevância do papel da Força Aérea”, afirmou.
As transições decorrentes de momentos econômicos e políticos ao longo da história também foram comentadas pelo palestrante. Murillo de Aragão abordou, ainda, questões sobre a segurança nas fronteiras e a violência urbana. “Entendo que as Forças Armadas precisam se desviar de suas responsabilidades fins e acabam se expondo a riscos fora de seu arcabouço, mas também vejo como uma oportunidade de reconhecimento da sociedade”, disse.
Cerca de 50 Oficiais-Generais e convidados assistiram à palestra. O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, disse que esta é uma oportunidade para se manter informado de forma crítica. “Não podemos ficar alienados. Estamos aqui para que todos tenham conhecimento sobre o que está ocorrendo na nossa Nação, tendo conhecimento tanto de questões políticas, quanto econômicas”, afirmou.
O encerramento do evento ocorreu com a entrega da réplica do 14 Bis ao palestrante. Em julho, o jornalista já havia sido agraciado com a Medalha Mérito Santos-Dumont. O primeiro palestrante do Projeto foi o jornalista Alexandre Garcia.

Foto: Sargento Batista/ CECOMSAER

(CECOMSAER/ FM)

Deixe uma resposta

— required *

— required *