Marinha — 11 de janeiro de 2018 3:25 pm

Comandante da Marinha preside Cerimônia em Homenagem à Memória dos Mortos da Marinha em Guerra

Representante da ANVFEB, Daniel Roque, e da APRAMA, Capitão de Fragata, da reserva, João Abrahão da Silva, durante lançamento das pétalas de flores ao mar a bordo do “Anequim”

A cerimônia em homenagem à Memória dos Mortos da Marinha em Guerra foi realizada, no dia 21 de julho, no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Rio de Janeiro (RJ). O evento foi presidido pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, e contou com a presença dos ex-ministros da Marinha, os almirantes de esquadra Alfredo Karam e Mauro César Rodrigues Pereira; dos ex-comandantes da Marinha, os almirantes de esquadra Roberto de Guimarães Carvalho e Julio Soares de Moura Neto; além de almirantes da ativa e da reserva; do Presidente do Centro de Capitães da Marinha Mercante, Capitão de Longo Curso Álvaro José de Almeida Junior; de ex-combatentes; além de autoridades do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira.
“Ao voltarmos nossos olhares para os feitos gloriosos do passado, percebemos a importância de estarmos sempre vigilantes e de dispormos de um Poder Naval moderno e crível para que possamos fazer frente a eventuais agressões externas, as quais nem sempre são evitadas ou sequer chegam a ser previstas”, ressaltou o Comandante da Marinha na Ordem do Dia alusiva à data.
O Capitão de Mar e Guerra, capelão naval, Antônio de Paiva Lima proferiu uma oração solene em homenagem à bravura dos marinheiros que tombaram nos confrontos os quais as Marinhas do Brasil e Mercante estiveram envolvidas, como foi o caso da Primeira e da Segunda Guerra Mundial.

Autoridades durante a cerimônia

Autoridades durante a cerimônia

No decorrer do evento, o Comandante da Marinha, acompanhado pelo ex-Ministro da Marinha Alfredo Karam, pelo Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Sergio Roberto Fernandes dos Santos e pelo Capitão de Longo Curso Álvaro José de Almeida Junior, fez a aposição de coroas de flores junto aos nomes dos que pereceram durante a Segunda Guerra. Ao mesmo tempo, ocorreu o tradicional lançamento de flores ao mar a bordo do Aviso de Patrulha “Anequim” por representantes da Associação dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB) e da Associação Almirante Prado Maia (APRAMA).

Já no fim da solenidade, os marinheiros e integrantes do Coral do Comando do 1º Distrito Naval cantaram a canção dos “Combatentes da Marinha na Segunda Guerra Mundial”, de autoria (letra e música) do Capitão de Longo Curso Francisco Cesar Monteiro Gondar. Dentre os presentes, estavam o Grupo de Escoteiros do Mar Suboficial Amélio de Azevedo Marques, composto por 16 jovens, que acompanhou atentamente as homenagens. A líder do grupo, Karina Baez, agradeceu a oportunidade oferecida pela Marinha de participar do evento.
A data da cerimônia faz alusão ao naufrágio da Corveta “Camaquã”, ocorrido no dia 21 de julho de 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, de acordo com o Aviso Ministerial nº 1121/69. No confronto, a Marinha perdeu centenas de homens, entre oficiais, praças e combatentes.

(CCSM/FM)

Deixe uma resposta

— required *

— required *