Aeronáutica, Exército, Marinha, Ministério da Defesa — 27 de dezembro de 2017 5:24 pm

Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas realiza Primeira Reunião de Estados-Maiores México e Brasil

A I Reunião de Estados-Maiores Brasil-México, realizada de 18 a 20 de julho, na capital mexicana, marcou o registro de doze entendimentos entre as estruturas de Defesa dos dois países. Os doze entendimentos registrados em ata foram sobre os temas: Controle de Fronteiras; Defesa Cibernética; Apoio em Emergências; Catalogação; Participação do México na Força-Tarefa Marítima da UNIFIL (Líbano); Educação Militar e Naval; Comando e Controle, dentre outros.

A reunião bilateral contou com palestras dos dois países, de discussões acerca do protocolo dos próximos encontros e dos entendimentos previamente encaminhados pelas partes, além de visitas institucionais a autoridades brasileiras e estrangeiras, e de visitas a instalações da Secretaria de Defesa Nacional (SEDENA) e da Secretaria de Marinha (SEMAR). A reunião entre os estados-maiores abre uma nova janela de oportunidades nas relações bilaterais entre os dois países.

O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (CEMCFA), do Ministério da Defesa (MD), Almirante Ademir Sobrinho, ministrou a palestra “O marco legal para o emprego de Forças Armadas em Segurança Pública e Antiterrorismo”. O assunto “A experiência marítima brasileira na UNIFIL” foi apresentado pelo capitão-de-Fragata, Ricardo Barillho Cruz, da Chefia de Operações Conjuntas (CHOC) do MD.

A contraparte mexicana abordou o tema “Problemas e Controle de Fronteiras no Norte e no Sul do México”, a cargo SEDENA e da SEMAR, respectivamente.

A comitiva brasileira pode visitar ao Centro de Comando e Controle e a Unidade de Inteligência Naval, da SEMAR; e a Força de Apoio em Caso de Desastres (FACD), da SEDENA, que preparou uma demonstração de “Apronto Operacional” (os meios da Defesa do México para emprego das suas Forças Armadas).

Participaram dessa primeira reunião o CEMCFA do Brasil e a SEDENA, que é integrada pelo Exército e pela Força Aérea; e a SEMAR, dos Estados Unidos Mexicanos.

Fotos: Divulgação/EMCFA

(MD ASCOM/ FM)

  • Compartilhar:
  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg

Deixe uma resposta

— required *

— required *