Ministério da Defesa — 23 de novembro de 2017 7:16 pm

Ministério da Defesa comemora seu 18º aniversário

O Ministro da Defesa Raul Jungmann, participou no dia 06 de junho, da cerimônia em comemoração aos 18 anos do Ministério da Defesa (MD). A solenidade foi realizada no salão nobre do MD, em Brasília-DF, e contou com a participação de servidores civis e militares, além de ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB).
Na ocasião, o ministro Raul Jungmann foi agraciado com a medalha da Vitória, imposta na cerimônia pelo centenário ex-combatente da FEB, coronel Nestor da Silva. Em seu discurso, o ministro destacou a honra de receber a condecoração das mãos de um herói de guerra. “Recebi, com imensa alegria e honra, das mãos de um brasileiro que foi a Europa lutar pela paz e a conquistou, isso é um grande motivo para toda essa gratidão” disse o ministro.
Escolhida para falar em nome dos servidores civis, Rosângela de Fátima Almeida Mendes Nunes, ressaltou sua experiência na Pasta. “Como uma das servidoras mais antigas, posso garantir a satisfação e o entusiasmo de trabalhar no ministério da Defesa” disse a servidora.

Entronização da cruz de estilhaços da 2ª Guerra Mundial

Como parte da cerimônia, foi realizada a entronização de uma cruz composta por estilhaços de granadas, obuseiros, morteiros e bombas de aviões encontrados nos locais onde, anos atrás, foram os campos de batalha de Montese e Monte Castelo, na Itália. Os pedaços, encontrados pelo historiador e pesquisador Giovanni Sulla, foram soldados por seu filho Lorenzo, sem sofrerem alteração de sua forma original.
O arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil (ORDMIL), Dom Fernando José Monteiro Guimarães, destacou a transformação do instrumento de guerra em um símbolo religioso. “Estes estilhaços em forma de cruz representam, ao mesmo tempo, maldade que o coração do homem pode produzir e a vitória sobre este mal que o coração do homem renovado é capaz de transformar”, disse Dom Fernando.
A cruz relembra e honra o sacrifício dos soldados brasileiros nos campos de batalha da Itália, durante a Segunda Guerra Mundial, durante a 2ª Guerra Mundial.
Representando os ex-combatentes presentes na solenidade, o coronel Nestor da Silva destacou a satisfação de estar diante da homenagem, “é uma honra estar diante desta cruz formada por resto de munição, imagino que muitas podem até ter passado por minhas mãos”.
A cruz ficou em exposição até o dia 09 de junho no hall de entrada do edifício principal do MD.

Sobre o MD

O Ministério da Defesa foi criado em 10 de junho de 1999, quando os ministérios da Marinha, Exército e Aeronáutica foram transformados em comandos e a centralização administrativa das Forças Armadas passou a ser subordinada a um único ministério, permitindo ampliar a integração, a sinergia e a interoperabilidade entre as Forças Singulares.
Entre os objetivos da Defesa estão: garantir a soberania, o patrimônio nacional e a integridade territória; contribuir para a manutenção da paz e da segurança internacionais; manter as Forças Armadas aprestadas, modernas e integradas; com crescente profissionalização, operando de forma conjunta e adequadamente desdobradas no território nacional.

Foto:  Sgt Manfrim/MD

(MD ASCOM/ FM)

Deixe uma resposta

— required *

— required *