Exército — 4 de outubro de 2017 8:20 pm

Comemorações do Dia da Infantaria

No dia 24 de maio, militares da Guarnição de Brasília comemoram o Dia da Infantaria, a Rainha das Armas, com marcha e formatura militar. O evento reuniu infantes do Batalhão da Guarda Presidencial (BGP), do Batalhão de Polícia do Exército de Brasília (BPEB), da Companhia de Guarda da Base de Administração e Apoio do Comando Militar do Planalto, do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial de Brasília e alunos do Colégio Militar de Brasília.
A marcha de 8 km pelo Setor Militar Urbano, na Capital Federal, começou no BGP, contornou as instalações do Quartel-General do Exército, e terminou no BPEB. O Comandante do BPEB, Coronel Maurício de Souza Bezerra, disse que “as duas Unidades que são berço da Infantaria na Guarnição de Brasília, BGP E BPEB, programaram uma marcha vibrante, que marca o ‘pé de poeira’, que é o militar da Infantaria. Mais uma amostra de vibração da Rainha das Armas, que é aquela que decide o combate”.
Logo em seguida, uma cerimônia militar homenageou o Patrono da Infantaria, Brigadeiro Sampaio, e os militares que integram a Arma há mais de 50 anos foram agraciados com o Medalhão da Infantaria, outorgado pela Legião de Infantaria de Brasília. A cerimônia foi encerrada com um desfile de todos os infantes presentes e das tropas que participavam da formatura.

24 de maio

Essa data foi escolhida em homenagem ao Patrono da Arma, o Brigadeiro Antônio de Sampaio. Filho de Antônio Ferreira de Sampaio e Antônia Xavier de Araújo, Sampaio nasceu em uma família humilde, no dia 24 de maio de 1810, em Tamboril, Ceará.
Ainda jovem, aos 20 anos de idade, alistou-se voluntariamente como praça no então 22º Batalhão de Caçadores, em Fortaleza, e alcançou, por mérito, todos os postos da carreira. Sua principal atuação foi na Guerra do Paraguai, já como Brigadeiro, quando comandou a 3ª Divisão do Exército Imperial, a famosa Divisão Encouraçada, que possuía, em suas Brigadas, os tradicionais Batalhões Treme-Terra, Arranca-Toco e Vanguardeiro. Esses nomes são lembrados, como forma de homenagem, nas companhias do Curso de Infantaria da Academia Militar das Agulhas Negras.
Durante a Batalha de Tuiuti, a maior batalha campal travada na América do Sul, Sampaio foi gravemente ferido no dia do seu aniversário. O militar foi transportado para Buenos Aires, vindo a falecer a bordo do vapor Eponina, antes de sua chegada à Capital argentina.
Homem íntegro destacou-se, principalmente, por cultuar valores, como a tenacidade, a abnegação e o estoicismo. Por seu exemplo de militar e de cidadão brasileiro, foi declarado, em 1928, Patrono da Infantaria da Escola Militar do Realengo, por iniciativa do Primeiro-Tenente Humberto de Alencar Castelo Branco.
Posteriormente, foi reconhecido como Patrono de toda a Infantaria do Exército Brasileiro.

Infantaria hoje

Atualmente, a Infantaria brasileira tem participado de diversas operações no amplo espectro dos conflitos. De maneira destacada, faz-se presente em apoio aos órgãos governamentais, com as constantes atuações em operação de garantia da lei e da ordem nos diversos Estados do País e no combate aos crimes transfronteiriços e ambientais na extensa faixa de fronteira do território nacional. Também de forma significativa, atua em operações de pacificação no Haiti, em apoio ao desenvolvimento nacional e à defesa civil, por intermédio da participação ativa em ações cívico-sociais em todo o País, distribuindo água aos necessitados, dentre outras ações.


No Exército Brasileiro, a Rainha das Armas subdivide-se em Paraquedista, Leve, Blindada, Mecanizada, de Selva, de Caatinga, Pantaneira, de Montanha, de Polícia do Exército e de Guarda, especializadas em atuar nos seus respectivos ambientes operacionais e com suas peculiaridades e particularidades. A Infantaria pode ser encontrada em todos os rincões do território nacional, em virtude de sua grande diversidade, de sua capacidade de dissuasão, de presença, de mobilidade e de sua imprescindibilidade em qualquer tipo de emprego da Força Terrestre.
Nobres infantes espelhem-se em seus heróis do passado, tragam o orgulho para as gerações futuras, demonstrando os valores de Sampaio incrustados em todos os integrantes da Rainha das Armas, e mantenham vivo o espírito imortal da Infantaria.

(CCOMSEX/FM)

Deixe uma resposta

— required *

— required *