Ministério da Defesa — 5 de outubro de 2017 7:07 pm

Brasil participa da 72ª Assembleia Geral do Conselho Internacional do Esporte Militar em Atenas

O Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM) realizou, no período de 02 a 08 de maio, em Atenas, capital da Grécia, a 72ª Assembleia Geral e o Congresso do CISM, reunindo delegações de mais de 100 países. O Brasil esteve representado por uma comitiva do Departamento de Desporto Militar do Ministério da Defesa, liderada pelo almirante Paulo Zuccaro.
“Graças ao grande êxito alcançado por nosso Programa Atletas de Alto Rendimento, o Brasil se tornou uma potência desportiva militar e, por esta razão, desfruta de alto prestígio e liderança no âmbito do CISM, o que nos impõe uma participação ativa e construtiva neste que é o foro mais importante no contexto do desporto militar”, disse Zuccaro.
Durante a reunião da Assembleia Geral, são aprovados os planos estratégicos e anuais do CISM, as contas, o orçamento, as mudanças nas políticas relacionadas ao desporto militar, o status final de nações inativas ou suspensas, estatutos, emendas ao Manual de Políticas que regem os assuntos financeiros e eleitorais e o estabelecimento de novos Prêmios. A aceitação de novos países membros também se dá no âmbito da Assembleia Geral, o que ocorreu este ano com as Ilhas Comores, do continente africano, que passou a ser o 136º país membro do CISM.
O Congresso é a reunião anual das delegações dos países membros imediatamente antes da Assembleia Geral. É dedicado ao planejamento estratégico e empresarial, bem como a discussões, debates, apresentações e intercâmbio de informações. Cabe à Assembleia Geral aprovar em plenário os resultados dos planos de negócios estratégicos e anuais, conduzir eleições estatutárias, nomear auditores e considerar outros assuntos colocados por qualquer órgão do CISM.
A primeira parte do Congresso foi dedicada à Sessão Internacional do CISM para o Desporto e a Paz de 2017, com um discurso do embaixador do conselho, general Gianni Gola, ex-presidente do CISM. Também houve uma apresentação do relatório das atividades do CISM com o tema “Uma Década dos Esforços do CISM pelo Desporto pela Paz”. Durante o Congresso, o CISM enunciou o desafiador objetivo de alcançar o Prêmio Nobel da Paz, como reconhecimento pelas ações desenvolvidas.
O almirante Paulo Zuccaro, diretor do Departamento de Desporto Militar do Ministério da Defesa e chefe da delegação do Brasil no CISM, apresentou o Programa Forças no Esporte (PROFESP), que despertou grande interesse por parte dos delegados dos demais países participantes do Congresso. Presente em 90 municípios de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal, o PROFESP tem por objetivo democratizar o acesso à prática e à cultura do esporte, como fator de formação da cidadania e de melhoria da qualidade de vida, além de promover o desenvolvimento integral de mais de 22 mil crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.
“Face ao elevado número de delegados que nos procuraram para elogiar o Brasil pelo PROFESP e, também, buscar mais informações sobre o programa, podemos concluir que o objetivo de inspirar os demais países a dar partida a iniciativas semelhantes, naturalmente respeitadas suas especificidades, foi plenamente alcançado”, ressaltou o almirante.
O Brasil também se candidatou a sediar, em 2018, a 25ª edição do Campeonato Mundial Militar de Taekwondo, o que foi muito bem recebido pelo plenário do Congresso.
As atividades desenvolvidas pelo Brasil na área do desporto militar e as contribuições do país ao efetivo funcionamento do CISM foram enaltecidas durante o discurso do secretário Geral, coronel Dorah Mamby Koita, da República da Guiné.
Atualmente, o Ministério da Defesa, por meio do Programa Atletas de Alto Rendimento, vem atuando na organização da participação militar brasileira em eventos esportivos de alto nível e já trabalha no novo ciclo olímpico, rumo a Tóquio 2020 e, igualmente, com vistas aos VII Jogos Mundiais Militares, em 2019, na China. Esse ano, o Brasil realizará os campeonatos mundiais militares de vôlei de praia e de natação, no Rio de Janeiro.

(MD ASCOM/ FM)

Deixe uma resposta

— required *

— required *