Aeronáutica — 11 de abril de 2017 7:49 pm

Força Aérea passa a ser guardiã de mais um símbolo de Santos Dumont

23 1

Em visita guiada à exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont”, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ), o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, recebeu a bandeira do Brasil que cobriu o caixão de Alberto Santos Dumont em seu velório. O Comandante passou ao Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (Incaer) e ao Museu Aeroespacial (MUSAL) a responsabilidade pela guarda deste símbolo. O evento, que aconteceu no dia 03 de fevereiro, também marcou o sucesso da exposição, que já recebeu mais de meio milhão de visitantes desde abril de 2016.
Até então, a bandeira estava sob a responsabilidade do consultor científico da exposição, Henrique Lins de Barros, que passou o símbolo às mãos do Tenente-Brigadeiro Rossato. “Essa bandeira envolveu o caixão de Santos Dumont durante seu velório no Rio, e ficou sob a guarda da família durante todos esses anos. No dia da abertura da mostra aqui no museu, a família decidiu doá-la para que fizesse parte do acervo. Hoje, nós a passamos para que fique sob a guarda da Aeronáutica e seja exposta no MUSAL, junto ao coração e a objetos pessoais do Pai da Aviação”, disse.
O Comandante falou sobre a importância de ter sob a guarda da FAB a bandeira recebida. “Ela representa uma continuidade do que se viveu naquela época, e é nossa responsabilidade preservar a imagem de Santos Dumont e divulgar seu nome”, declarou.

Exposição sobre Santos Dumont ganha destaque internacional

A exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” já foi vista por mais de 555 mil pessoas desde sua inauguração, em abril de 2016. A mostra conquistou a medalha de ouro no International Design & Communication Awards 2016, uma das principais premiações do mundo na área de museus, na categoria Melhor Cenografia de Exposição Temporária. Foi também contemplada com a medalha de bronze na categoria Melhor Comunicação de Exposição Temporária. A mostra ficou aberta ao público até 19 de fevereiro.

23 2
Esta foi a primeira oportunidade que o Comandante da Aeronáutica teve de visitar a exposição e destacou a importância do reconhecimento ao Pai da Aviação. “Tudo o que vimos aqui é importantíssimo para a população, em especial, para as crianças, para que tenham conhecimento do quanto Santos Dumont foi essencial para a aviação e para o Brasil”, disse.
A próxima parada da exposição será em Paris e, depois, circulará pelo mundo, segundo o curador, Gringo Cardia. “Não esperávamos todo esse sucesso, mas a história de Santos Dumont é incrível e os brasileiros puderam perceber isso e se apaixonar por um brasileiro que não conheciam direito”, relatou.
A intenção do curador é de que a mostra fique permanentemente no MUSAL, ideia aceita pelo Diretor do Incaer, Tenente-Brigadeiro do Ar R1 Ailton dos Santos Pohlmann. “É uma oportunidade para que nosso acervo seja ainda mais enriquecido, e isso é importante para que cultuemos ainda mais Santos Dumont, que foi extremamente importante para a aviação”, afirmou o Tenente-Brigadeiro Pohlmann.

Foto: CECOMSAER

(CECOMSAER/ FM)

  • Compartilhar:
  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg

Sem comentários

Deixe uma resposta

— required *

— required *