FEB comemora 71 anos da Tomada de Monte Castelo na 2ª Guerra Mundial

FEB comemora 71 anos da Tomada de Monte Castelo na 2ª Guerra Mundial

Epica vitoria brasileira

Os veteranos da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que combateram durante a 2ª Guerra Mundial foram homenageados no dia 18 de fevereiro em solenidade de comemoração ao 71° aniversário da Tomada de Monte Castelo, no centro-norte da Itália. A conquista do Brasil foi relembrada em solenidade no Batalhão da Guarda Presidencial, em Brasília.
A cerimônia teve início com um minuto de silêncio em respeito aos integrantes da FEB mortos durante a batalha. No evento, também houve a execução da canção do expedicionário. Os ex-combatentes Coronel Nestor da Silva, 98 anos, e o Tenente Vinicius Vênus Gomes da Silva, 90, desfilaram em continência ao Comandante Militar do Planalto, General Cesar Leme Justo. Outros quatro ex-combatentes também estiveram presentes: Coronel Mário Raphael Vannuteli, Capitão Severino Francisco de Oliveira, Tenente Vasco Duarte Ferreira e Tenente Vinicius Vênus Gomes da Silva. O 2° Sargento Timoteo Dias de Souza foi representado pela família, que compareceu à solenidade.
A Tomada de Monte Castelo é lembrada pela ocasião em que as tropas brasileiras escreveram uma importante página da história dos aliados na 2ª Guerra Mundial. O papel da FEB foi desalojar os alemães de Monte Castelo, até então impenetrável e bem defendida, com o inimigo em posição dominante. A batalha teve início pela manhã, com o emprego da 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária, que enfrentou todo tipo de dificuldades, como minas terrestres, frio extremo, terra lamacenta e fogo inimigo. Compondo o IV Corpo do Exército dos Estados Unidos, sob o comando do General Willis D. Crittenberger, a FEB tomou o monte, tornando possível a vitória dos aliados.
No total, 20,4 mil alemães foram capturados pelas tropas brasileiras.
Um dos homenageados, o pracinha da FEB Coronel Nestor da Silva contou que o êxito na batalha veio somente depois de várias tentativas. Com muita vitalidade, Nestor, que foi paraquedista da Arma de Infantaria, lembrou a estratégia utilizada por brasileiros e aliados: “Nós tomamos Monte Castelo porque viemos por cima da serra, pegando o monte pela retaguarda”.
Presidente da Associação Nacional dos Veteranos da FEB – Seção Regional de Brasília, Vinicius Gomes esteve em Monte Castelo pelo 1° Grupo de Aviação de Caça. Ele expressa a alegria de poder presenciar a solenidade e destaca que a participação dos aviadores brasileiros foi decisiva para o êxito da batalha. “A participação da FAB na segunda Guerra foi muito decisiva, porque ela bombardeava as frentes de combate e também e a parte posterior do Exército alemão, facilitando as investidas da infantaria do Exército Brasileiro”, contou.
A partir dessa importante vitória, os pracinhas brasileiros passaram a ser reconhecidos mundialmente por valores como abnegação, bravura, forte espírito de cumprimento de missão, fé inquebrantável e perseverança.
A cerimônia foi presidida pelo Comandante Militar do Planalto, General Cesar Leme Justo e teve participação de generais, comandantes de organizações militares e de autoridades civis e militares.

FEB na Itália

A FEB chegou à Itália com o primeiro contingente em julho de 1944, o qual entrou na fase final de preparação e teve seu batismo de fogo em 16 de setembro daquele ano, atuando com êxito contra posições avançadas alemãs diante da cadeia de montanhas dos Apeninos.
Naquele momento, o norte da Itália estava nas mãos da Wehrmacht (forças armadas da Alemanha), que vinha conduzindo uma eficaz ação retardadora de nível estratégico, desde a Sicília, aproveitando as sucessivas linhas de alturas ao longo da península italiana, onde eram excelentes as condições de defesa. Seu objetivo era impedir o acesso ao sul da Alemanha, já engajada em uma luta mortal, ao leste, contra a antiga União Soviética, e ao oeste, contra os demais aliados.
Os aliados tinham o 5° Exército dos Estados Unidos, a oeste, e o 8° Exército Britânico, a leste, os dois enquadrando tropas de seus países e de outros aliados. A FEB foi enquadrada pelo 4° Corpo de Exército do 5° Exército de Campanha dos Estados Unidos.

Foto: Tereza Sobreira/ MD

(MD ASCOM/ FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *