CIAW forma 150 Oficiais Médicos  da Reserva de 2ª Classe

CIAW forma 150 Oficiais Médicos da Reserva de 2ª Classe

pag 19 2

O Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW) realizou, em 26 de fevereiro, na Ilha das Enxadas, no Rio de Janeiro, a Cerimônia Militar de Juramento à Bandeira dos Guardas-Marinha da Reserva de 2ª Classe da Marinha (RM2-Md), do Serviço Militar Obrigatório (SMO/2016).
O evento, presidido pelo Diretor Geral do Pessoal da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, marcou a formatura dos 150 novos Oficiais Médicos da Marinha do Brasil, que atuarão na jurisdição do Comando do 1° Distrito Naval (Com1oDN), com sede no Rio de Janeiro, em Hospitais Navais, policlínicas, ambulatórios, juntas de saúde, navios e tropas, e também em pesquisas médicas.
Primeiro colocado do Estágio de Adaptação e Serviço (EAS), o Guarda-Marinha (Md) Eduardo Pelegrineti Targueta foi premiado pelo Comandante do 1° Distrito Naval, Vice-Almirante Leonardo Puntel. Além dele e do Diretor Geral do Pessoal da Marinha, compuseram a mesa da formatura o Diretor de Saúde da Marinha, Vice-Almirante (Md) Sérgio Pereira; o Diretor de Ensino da Marinha, Vice-Almirante Renato Rodrigues de Aguiar Freire; o Diretor do Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD), Contra-Almirante (Md) Edmar da Cruz Arêas; e o Comandante do CIAW, Contra-Almirante Paulo Cesar Demby Corrêa.
Também estiveram presentes na cerimônia, o Comandante da Escola Naval (EN), Contra-Almirante Marcelo Francisco Campos; o Comandante do Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), Contra-Almirante Carlos Eduardo Machado dos Santos Dantas; o Diretor do Centro de Perícias Médicas da Marinha (CPMM), Contra-Almirante (Md) Antonio Barra Torres; e o ex-Diretor do Centro Médico Assistencial da Marinha (CMAM), Contra-Almirante (RM1-Md) José Luiz de Medeiros Amarante Júnior.

pag 19 1
O Curso de Formação de Oficiais da Reserva de 2ª Classe da Marinha, Guarda-Marinha (RM2), tem como objetivo proporcionar a instrução militar-naval aos militares convocados, capacitando-os para o exercício das atividades técnico-administrativas correlatas à profissão de nível superior para a qual possuem formação.

Foto: CCSM

(CCSM/ FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *