General brasileiro parte para missão no Congo

O General brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz partiu para o comando da Missão de Estabilização da Organização das Nações Unidas (ONU) na República Democrática do Congo (Monusco, na sigla em inglês).
Santos Cruz esteve no Ministério da Defesa para se despedir do titular da pasta, Ministro Celso Amorim. Ainda sem calendário definido, o militar disse que assume “muito em breve” o comando da missão no país africano, onde irá liderar quase 20 mil homens de 20 países. A Monusco é uma das maiores missões de paz da ONU, em efetivos militares.
De acordo com Amorim, a indicação do General é, por um lado, o reconhecimento da contribuição do governo e das Forças Armadas brasileiras para a paz e segurança mundiais e, por outro, mérito do próprio oficial, que desempenhou com êxito a direção das tropas da missão de paz no Haiti.

“O General estará à frente de uma missão importante e difícil”, disse o Ministro. O Congo, país de 70 milhões de habitantes, atravessa situação de guerra civil. Durante os 12 meses em que ficará na área, Santos Cruz pretende cumprir o estabelecido no mandato da ONU, transformando o documento em ações práticas.
A permanência do militar brasileiro pode ser ampliada de acordo com as necessidades das Nações Unidas. A aproximação com os países africanos é uma das diretrizes defendidas constantemente pelo Ministro Celso Amorim. Parte dessa cooperação é realizada no Brasil por meio de exercícios conjuntos entre as marinhas, reuniões bilaterais e missões de paz no Sudão, Sudão do Sul, Libéria, Costa do Marfim e Saara Ocidental.
(MD ASCOM/ FM)

Gostou da matéria? Adquira a assinatura anual da Folha Militar e receba em sua residência ou ambiente de trabalho um jornal de qualidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *