Rio sedia quinta edição do Seminário do Livro Branco de Defesa Nacional

Com abertura a ser feita pelo Ministro da Defesa, Nelson Jobim, o Rio de Janeiro prepara-se para sediar a quinta edição do Seminário do Livro Branco de Defesa Nacional (LBDN). O encontro se realizou nos dias 27 e 28 de julho, no auditório Vivo Rio, no aterro do Flamengo.

Com duração ampliada para dois dias para atender o crescente interesse da sociedade brasileira pelo assunto, o evento contou com palestrantes de importantes instituições brasileiras, entre eles Ozires Silva, empresário que teve relevante participação na expansão da Embraer. Pela primeira vez, o seminário teve configuração internacional, com a participação de conferencistas dos Estados Unidos, Reino Unido, França e Alemanha. Eles contribuiram com a elaboração do Livro Branco do Brasil a partir da experiência européia de incorporar civis na formulação da política de defesa de seus países.

Acadêmicos, políticos, militares, estudantes, especialistas e demais interessados receberam, no final, certificados de participação. “Estrutura, recursos e capacidades para enfrentar os desafios do século XXI” é o tema central deste seminário, já que se refere à necessidade de uma programação orçamentária que permita a execução de projetos com duração de curto, médio e longo prazos na área da defesa.

Penúltimo entre os seis eventos previstos para este ano, o seminário do Rio dá sequência aos encontros já realizados Campo Grande, Porto Alegre,

Manaus e Recife. Eles foram idealizados para acolher sugestões e insumos destinados a compor um documento de política de defesa para o País, a ser disponibilizado de forma transparente para a sociedade já no próximo ano. O último seminário sobre o Livro Branco foi realizado em São Paulo, nos dias 30 e 31 de agosto, focalizando o tema “Transformação da Defesa Nacional”.

Para possibilitar a participação de um maior número de pessoas, o seminário do LBDN será transmitido ao vivo pela internet. O site pode ser acessado pelo endereço: livrobranco.defesa.gov.br.

O Livro Branco deverá ter sua primeira edição apresentada pelo Poder Executivo ao Congresso até meados de 2012. Para cumprir a tarefa, o governo criou, por meio do Decreto nº 7.438/11, o Grupo de Trabalho Interministerial (GTI). A coordenação do GTI está a cargo do Ministério da Defesa.

(ASCOM/ José Romildo/ FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *