EMGEPRON foi um dos destaques da LAAD

Um dos stands mais visita­dos na Latin America Aerospace and Defence foi o da Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON). Disposta a mos­trar o que é a tecnologia naval no Brasil, a empresa contou, em seu stand, com diversos produtos de sua casta de comercialização, tais como: os sistemas navais elabo­rados e desenvolvidos pelo Ins­tituto de Pesquisas da Marinha (IPqM), o Sistema de Controle e Monitoração de Propulsão e de Avarias (SCM), o Terminal Táti­co Inteligente (TTI) e o Sistema de Apoio à Guerra Eletrônica (MAGE). Outro ponto marcante da exposição foram as munições manufaturadas pela Fábrica de Munições da Marinha sendo, os calibres 40, 105 e 114,3mm. O na­vio-patrulha da classe “Macaé”, o aviso-patrulha da classe “Marlin” e a corveta “Barroso”, também fizeram parte da feira, na forma de maquetes. As embarcações em escala original foram visitadas na Marinha do Brasil. Várias foram as autoridades presentes ao stand, entre elas o Ministro da Defesa Nelson Jobim e o Comandan­te da Marinha, Almirante Julio Soares de Moura Neto. Na opor­tunidade o Diretor-Presidente da EMGEPRON, Vice-Almirante (RM1) Marcelio do Carmo de Castro Pereira mostrou como são os atuais projetos desenvolvidos pela empresa. Um membro da divisão de acordos comerciais da EMGEPRON na feira, o Ca­pitão-de-Mar-e-Guerra Edgard Cerveira explicou a razão da par­ticipação da empresa no evento.” Estamos aqui para fazer uma di­vulgação da empresa, princi­palmente para deixar claro os motivos da existência da EMGE­PRON, que são: fazer parte da indústria militar naval, comer­cializar os produtos e fazer a divulgação da Marinha para o Brasil e o para exterior”. Disse.

Edgard Cerveira falou a Folha Militar quem são os princi­pais clientes da empresa. “A Ma­rinha do Brasil é o nossa maior compradora, no entanto também são fortes clientes a Namíbia e o Paquistão. Estamos tentando fe­char negócios com Bangladesh, Colômbia e Equador. É bom des­tacar que assinamos na feira um contrato com Angola, de estudos e levantamentos de plataforma marinha daquele país”.

(Luiz Carlos Pereira Coelho – FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *